Algum material – Parte 4 amostras

Nesta quarta parte (e talvez numa quinta…) das amostras, vou abordar os vinis.

Como nas entradas anteriores é apenas a minha opinião pessoal baseada na minha experiência.

Do rol de amostras que temos disponíveis no mercado são aquelas que encontramos ao preço mais baixo, assim como na enorme variedade de tipos, tamanhos, cores, etc…

Arriscar um conjunto cabeçote + corpo de vinil de 2 ou 3€ não é certamente tão dispendioso como perder uma rígida de 15/20/25€.

A escolha é tanta que é fácil encherem-se caixas, caixinhas e/ou caixotes com tantos pacotes de vinis.

Além do baixo preço um dos principais argumentos do vinil é poder ser montado com vários tipos de cabeça e com vários pesos dependendo da necessidade… O mesmo vinil pode ser montado num cabeçote de 10 gramas como num de 25g dependendo da utilização que lhe daremos… Um cabeçote mais leve penalizará um pouco o lançamento mas terá uma caída mais lenta (há dias em que faz toda a diferença) como para zonas de maior corrente nos poderemos socorrer de mais peso para que a descida seja mais controlada.

No campo dos cabeçotes, também temos muita escolha no mercado relativamente a pesos, tamanhos de anzol, formatos, etc… Pessoalmente tenho feito os meus (para quem gosta de bricolagem) e tenho usados uns cabeçotes da Caperlan (à venda na Decathlon)

Coluna da esquerda 25g e direita de 15g

São cabeçotes que saem a cerca de 1€ cada e montados com anzóis resistentes.

Fazem um bom conjunto com várias amostras.

Como tenho material e paciência tenho feito os meus cabeçotes (ou sozinho ou com a desculpa de um “workshop” com um amigo. Digo desculpa porque é mesmo desculpa para um bom jantar).

Vários formatos das 6g às 24g

 

Vários formatos das 10g às 18g

 

 

 

O cabeçote acima é dos mais recentes que fiz, e personalizado com uns olhos fica um mimo.

Para o mesmo tipo de vinil podemos jogar com vários tipos de cabeçotes assim como com várias gramagens…

 

Acima estão os cabeçotes que costumo fazer e usar.

Acabam por sair mais baratos mas o que realmente nos permite, é adaptar o tipo de anzol que queremos usar.

Ficam 2 videos que mostram como os monto.

Outro video, com mais 2 montagens:

Resultado final destes 4 vinis

Nesta entrada de março/2017 falei da cola+caneta da Ceys

http://pedrodionisio.pt/home/2017/03/13/em-experiencias/

A escolha é tanta que pode ir desde vinis sem qualquer lastro a vinis de 60 a 70 gramas…

 

 

Cores, formatos, pesos, vinis dos chineses, etc… Numa próxima entrada que esta já vai longa.

 

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo